Gibi Raro
     

Nesta seção vamos apresentar algumas curiosidades relativas aos quadrinhos, como por exemplo os nomes dos cowboys e seus respectivos cavalos. Mostraremos também capas de gibis ou quadrinhos baseados em fotos de cinema, ou mesmo as que foram copiadas de outras capas de revistas publicadas no Brasil e exterior. Além disso algumas “falhas”, tais como o nome trocado, em função do direito autoral daquele personagem estar cadastrado numa editora. Assim, alguns heróis como Durango kid (Ebal), tiveram suas historias publicadas como cavaleiro negro (Rge). O mesmo ocorreu em Buck Jones (Ebal), quando foi publicado como Arizona kid ( RGE). Curioso foi o lendário herói kid Colt, que aparecia nas paginas de Cavaleiro Negro e campeões do oeste da Rge. A editora La selva colocou o nome do herói na revista, sem poder publicar as historias de seu personagem – titulo. Na Ebal o nome de kid CLT foi trocado para Kid Mauser.

O CRUZEIRO

Editora da influente revista "O Cruzeiro", que começa a ser publicada em 10 de novembro de 1928, pelos Diários Associados de Assis Chateaubriand.

Chateaubriand lança sua primeira revista em quadrinhos no início de 1940, com o título "O Gury". Na época, já existiam nas bancas o "Suplemento Juvenil" de Adolfo Aizen, bem como o "Gibi" e o "Globo Juvenil" de Roberto Marinho. Para se diferenciar de seus concorrentes, "O Gury" é criado em quatro cores, sendo esta a primeira com tal inovação no mercado.

As publicações de quadrinhos de Chateaubriand passam a ser creditadas à editora de "O Cruzeiro" a partir da década de 1950 (anteriormente eram creditadas aos "Diários Associados"). A editora de "O Cruzeiro" publica quadrinhos até meados dos anos de 1970. Entre seus títulos encontra-se "Pererê", a primeira revista em quadrinhos de Ziraldo, em 1960. Com personagens tipicamente brasileiros, foi um grande sucesso na época. Este título foi cancelado em 1964, com o advento do regime militar no Brasil.

"O Cruzeiro" lança também quadrinhos de Hanna-Barbera (como "Os Flintstones na idade da pedra" e "Os Jetsons"), da Harvey Comics("Luluzinha" e "Bolinha"), e sucessos da TV (como a "Família Robson" ou então "Os Monstros"), entre outros títulos voltados ao público infanto-juvenil.



Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/O_Cruzeiro_%28revista%29

JUNIOR, Gonçalo. A guerra dos quadrinhos. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.
Fórum

Direito Autoral - Este site tem como único objetivo Cultural preservar a memória dos quadrinhos publicados no Brasil, possibilitando fonte de pesquisa para estudantes, jornalistas, aficcionados do gênero e curiosos. Todas as manifestaçoes aqui contidas respeitam os direitos autorais dos detentores dos personagens de gibis, HQ, mangá, Comics, animes, quadrinhos e personagens em geral, bem como editoras e desenhistas contidos neste site. (Kendi Sakamoto)
desenvolvido por Dialética